Superman - 75 Anos


Hoje é o aniversário de 75 anos da Action Comics número 1, a revista que apresentou ao mundo Superman, o herói dos heróis, e que começou então a Era dos Super-Heróis, e para comemorar, vou relatar um pouco da minha vida com essa mitologia moderna e com meu super-herói favorito: Superman.

Bom, para começar, vamos voltar no tempo. Quando pequeno a gente cresce em meio a heróis e mitos, e o mito que me acompanhou de minha infância até bem recentemente foi o Superman. Tinha quase 8 anos quando uma chamada na televisão anunciou:

"Finalmente liberado para a televisão, Superman, o Filme. Você acreditará que o homem pode voar. Nesse sábado, em Supercine!"

Lembro que fiquei acordado esperando o filme começar e valeu a pena cada frame daquele filme! Confesso que fiquei deslumbrado ao ver Christopher Reeve encarnar o herói e os efeitos especiais, que até hoje me surpreendem por terem sido feitos em uma época antes dos computadores, eram espetaculares para satisfazer meus maiores sonhos. Comecei a partir de então a colecionar gibis, figurinhas, adesivos, tudo o que lembrasse o herói e o Superman passou a fazer parte da minha mitologia moderna. Nos bons e maus momentos, lá estava o Superman acompanhando a minha vida e eu acompanhando suas histórias.

Meus colegas preferiam o Batman, que eu sempre achei meio gay, ainda mais depois das versões do cinema de Tim Burton, mas como eu cresci vendo aquele seriado do Batman do Adam West, nada me tirava que o Superman era mais fodão, sejam nas versões dos filmes de Reeve, ou do seriado Lois & Clark com Dean Cain, ou ainda nos desenhos o Superman de Ruby Spears e Bruce Tim e mais recentemente em Smallville, com Tom Welling. Nenhum super-herói superava o mito original, o Superman.

E as coincidências com a minha vida? O começo do namoro com Lois Lane, nos quadrinhos, na mesma época da minha primeira namorada, a morte pelas mãos de Doomsday na mesma época da morte de minha avó materna (que se tornou um dos anos mais tristes de minha vida), a versão com cabelos compridos na mesma época que eu deixei os meus, o aparecimento do clone Superboy que usava brincos um mês depois de furar minha orelha e colocar meu primeiro brinco e mais algumas outras, que se eu colocasse aqui, diriam que seria forçação de barra! ;-)

Mas a maior coincidência de minha vida foi na edição de número 870 de Action Comics, de novembro de 2008, edição marcada pela morte de Jonathan Kent, pai adotivo do alter ego de Superman, Clark Kent. Poucos dias depois, no mesmo mês, do mesmo ano, meu pai biológico, que de certa maneira me introduziu ao mito do Superman, se despedia de mim desse plano. :'-(

Mas também houveram outras quase surpresas, tal quando a minha psicóloga suspeitou que eu tinha Complexo de Superman, por ter essa tendência de sempre tentar superar, de fazer o que ninguém mais tem que fazer. Tempos depois ela achou melhor dizer que eu tinha Complexo de Peter Pan por achar que eu não crescia e não tinha medo de quase nada e, também, por achar que eu levava a vida como uma enorme brincadeira de aventura. E a vida não é assim mesmo?

Para finalizar os 75 anos de apresentação do Superman, vejam o novo trailer do filme "O Homem de Aço" que estreará no Brasil em Julho deste ano e que foi divulgado essa semana. Assistam! É simplesmente fantástico!



Bom, vou terminando por aqui. Longa vida ao mito do Superman e que o maior dos super-heróis inspire muitas e muitas outras pessoas. 

0 Comentários: