O que os Serjões querem é serem ouvidos

Por Max Gehringer


Toda empresa tem um profissional com enorme experiência, que gosta de dar palpite em tudo e tende a discordar dos colegas.

Uma figura que existe em qualquer empresa é o Serjão. E toda empresa que tem um Serjão deveria fazer uma campanha para preservá-lo, porque os Serjões são uma espécie em extinção.

O Serjão é aquele profissional que acumulou uma enorme experiência, e por isso, gosta de dar palpite em tudo. E normalmente, tende a discordar de tudo o que os colegas falam. Por essa razão, o Serjão vive sendo criticado por todo mundo, por ser muito ácido e muito crica.

Acontece que, exatamente por sua longa vivência, o Serjão quase sempre tem razão no que diz. O problema não é o que ele fala, é a forma como ele fala. Aquela maneira de quem está anunciando o apocalipse, aquele jeito de quem tem certeza absoluta de tudo. E é por prestar mais atenção na maneira como o Serjão fala, do que naquilo que ele está falando, que muita empresa acaba deixando de fazer o que deveria ser feito, ou acaba cometendo erros que poderiam ser evitados.

Eu convivi muitos anos com um legítimo Serjão, e demorei um pouco até aprender a ouvi-lo. Mas confesso que só consegui entender como funciona a cabeça de um Serjão, no dia em que finalmente eu resolvi elogiar o Serjão em público, numa convenção na nossa empresa. Foi naquele dia que eu finalmente entendi que os Serjões não querem ser elogiados. Eles só querem ser ouvidos.

De qualquer maneira, estávamos todos ali reunidos, gerentes, diretores, supervisores, e eu comecei o meu discurso: "Pessoal, eu acho que muitos de vocês criticam o Serjão, porque ele fala alto, porque ele acha que só ele tem razão, ou porque ele dá a impressão de ser o único que está preocupado com o futuro da empresa. Mas jeito é jeito, e fato é fato. E um fato que eu posso comprovar, é que de 100 coisas que o Serjão me falou até hoje, 99% estavam certas."

A sala ficou no mais absoluto silêncio, e quando eu ia continuar, lá do fundo, o Serjão perguntou: "Ah, é? E qual é a que estava errada?"

1 Comentários:

Ka Zamian disse...

hahahahaha muitoa boa maninho!