Dom Bruno Gamberini - (1950 - 2011)

O Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom Bruno Gamberini (na montagem acima), morreu às 15h deste domingo (28), aos 61 anos, no Hospital Bandeirantes em São Paulo, em decorrência de falência de múltiplos órgãos. O religioso sofria de problemas renais e foi internado na terça-feira (28) no Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas, após uma hemorragia digestiva alta. Durante a semana ele teve uma crise convulsiva. Na sexta-feira (26), Dom Bruno foi transferido para o hospital na capital paulista para ter acompanhamento de médicos especialistas em doenças do rim.



O arcebispo metropolitano de Campinas, Dom Bruno Gamberini, foi internado pela terceira vez em dois meses na noite de terça-feira após uma hemorragia digestiva alta. Ele foi encaminhado à Unidade Coronária do Hospital e Maternidade Celso Pierro da PUC Campinas.


No dia 17 de agosto, Dom Bruno Gamberini teve um desequilíbrio emocional e os médicos o internaram para evitar complicações. Em julho, Dom Bruno precisou ficar hospitalizado após uma crise de diabetes, que provocou um mal funcionamento do fígado, o que levou à falta de lucidez em alguns instantes.



Biografia


Filho de Armando Gamberini (falecido em 1987) e Tirsi Castellani Gamberini, terceiro filho entre um irmão e três irmãs, Dom Bruno Gamberini foi batizado, crismado e recebeu a Primeira Eucaristia na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão. Completou o curso primário no Grupo Escolar Estadual José Inocêncio da Costa e na Escola Estadual Professor Henrique Morato, também em Matão. Cursou o segundo grau e a Filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos (1968-1970) e Teologia no Studium Theologicum, filiado à Universidade Lateranense de Roma, em Curitiba, entre os anos de 1971 e 1974. Cursou, ainda, Canto Coral e regência, na Pró-Música de Curitiba.


Foi ordenado diácono na Catedral de São Carlos no dia 2 de dezembro de 1973 e presbítero na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão, no dia 11 de dezembro de 1974, por Dom Constantino Amstalden, bispo da Diocese de São Carlos. Como padre foi coordenador de estudos e professor de Filosofia (1975-1977), e reitor da Filosofia em (1991-1995); coordenador diocesano da pastoral da diocese de São Carlos (1978-1979); pároco de Ribeirão Bonito, entre (1979-1981); primeiro juiz auditor da Câmara do Tribunal Eclesiástico de São Carlos (1980-1984) e depois notário do Tribunal até 1995; reitor do Seminário de Teologia de São Carlos em Campinas (1982-1986).


Foi pároco de Itajobi e Marapoama (1987-1989), vigário cooperador da Catedral de São Carlos (1983-1995), ajudando nas igrejas de São Benedito e São Judas Tadeu. Foi nomeado cônego honorário do cabido da Catedral de São Carlos, em 19 de março de 1983.


O papa João Paulo II nomeou Dom Bruno o 4º Bispo Diocesano de Bragança Paulista em 17 de maio de 1995. Foi ordenado Bispo no dia 16 de julho de 1995, na Catedral de São Carlos Borromeu, em São Carlos, sendo sagrante Dom Constantino Amstalden e Bispos Consagrantes, Dom Antônio Pedro Misiara, 3º Bispo de Bragança, e Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, Bispo Auxiliar de Salvador da Bahia. Tomou posse da Diocese em 20 de agosto de 1995. Seu lema episcopal é Nomen Domini Benedictum – Bendito o nome do Senhor.


Como Bispo era assessor da Pastoral da Criança no Regional Sul 1 desde 1996, representante do Sub-Regional Campinas na representativa do Sul 1, membro do Conselho Pastoral do Sul 1 (1999).


No dia 2 de junho de 2004, o papa João Paulo II nomeou Dom Bruno Gamberini como 6º Bispo e 4º Arcebispo de Arquidiocese de Campinas. Dom Bruno tomou posse no dia 1º de agosto de 2004.


Datas Marcantes


Nascimento: 16/07/1950 – Matão, SP
Ordenação Sacerdotal: 11/12/1974 – Matão, SP
Eleição Episcopal: 17/05/1995 – Bragança Paulista, SP
Ordenação Epicopal: 16/07/1995 – São Carlos, SP
Posse: 20/08/1995 – Bragança Paulista, SP
Eleição Arquiepiscopal: 02/06/2004 – Campinas, SP
Posse: 01/08/2004 – Campinas, SP
Falecimento: 28/08/2011 – São Paulo, SP

0 Comentários: